20 MAR a 10 ABR 2022 · A POÉTICA DAS IMAGENS



A POÉTICA DAS IMAGENS


Oficinas de Fotografia e Poesia



Quinta dos Moinhos de São Filipe | Setúbal

Coordenadas Google Maps | 38°30'59.8"N 8°55'00.2"W

Destinatários | Todos | + 16 anos

Dinamização | Ema Alba Lobo e Fernando Pinho

20 e 27 de  Março, 3 e 10 de Abril 2022 | 15:00 às 18:00

70,00€ | Círculo completo de 4 Oficinas

INSCREVA-SE AQUI


Abrimos a Primavera, a sua luz em flor e as paisagens de deslumbramento que nos oferece, com um círculo de Oficinas de Fotografia e Poesia.

Dois poetas – um das imagens e outra das palavras – convidam a fazer uma viagem pela alquimia que existe entre a linguagem visual poética e a escrita poética, investigando a relação rizomática entre a imagem e a palavra, experimentando o timbre da luz, a acústica do espaço e das imagens na criação poética, a espessura visual, sensorial e sonora da poesia. 

Cada olhar tem uma direcção própria e um universo verbal subjectivo. Vamos olhar, ler e escrever o que nos rodeia e atravessa, num movimento ora centrípeto, ora centrífugo, de quem vê e diz a partir de si mesmo, numa relação dialógica e porosa com o meio que nos envolve.

Mais do que fazer corresponder ou traduzir imagens para palavras, assim como evitando receituários de proficiência literária, este ciclo de Oficinas trata sobretudo de desembaraçar o imaginário e as múltiplas formas de falarmos de nós e do mundo, até ao momento impreciso em que uma ideia se torna poética. 

Da infusão de subjetividades, nascerá também a partilha de diferentes perspetivas e momentos de "deleitura", pelo encontro com a obra de vários poetas, os seus diversos mundos poéticos e de realização escrita.

Dentro de uma prática auto etnográfica, de experimentalismo e de prazer, enquanto metodologia autorrealizadora, inventiva e subversiva, queremos fotografar e escrever, alargando e expandindo a nossa relação com a semântica escrita e icónica.

Através de uma constante alternância entre o olhar e o escrever, com todas as idiossincrasias de um e de outro, queremos ser viajantes à descoberta da nossa cartografia poética, localizando em nós os lugares, os relances, os vislumbres, os microcosmos por onde nos podemos ver, escutar e dizer em liberdade criativa e criadora.


Nota: Não é necessária qualquer experiência, talento ou formação em fotografia ou em poesia. Todos os materiais necessários estão incluídos.


Fotografia: Fernando Pinho



Copyright © TERRA.CORPO®




 

Blogger news

Blogroll